31 March 2011

MAIS OUTRO A QUEM SE ESQUECERAM
DE FALAR DA "INDEPENDENTE"...




Administrador dos CTT falsifica CV e suspende mandato

(2011)
AINDA HÁ QUEM SE PREOCUPE COM OS
VERDADEIROS PROBLEMAS DA PÁTRIA




Petição Nº 167/XI/2, com 1 (uma) assinatura, dirigida à Assembleia da República, no sentido de "regulamentar e permitir a criação para consumo humano de carne de cão e de gato, solicitando também o fim da inconstitucionalidade que não permite o casamento poliglótico" (sim, "poliglótico").

(2011)
QUANTAS MAIS VEZES SERIA PRECISO AVISAR?






















(clicar para ampliar)

Boys de última hora - Na semana em que caiu, o Governo socialista fez logo 100 nomeações políticas: "Ler a segunda série dos Diários da República Portuguesa nos últimos dias torna-se um trabalho difícil e complicado. São mais de 100, em apenas duas publicações editadas desde que o primeiro-ministro bateu com a porta, as vezes em que se pode ler na 'bíblia' da actividade estatal as palavras 'nomeio', 'contrato', e 'tempo indeterminado'". (também aqui)

(2011)
UM ARGUMENTO PARA CONTINUAR A VOTAR PS






















"O chulo anda sempre a rondar-lhe a porta e não é raro ver-se, depois da saída de qualquer freguês que a troco de uns magros vinténs lhe possuiu o corpo por uns minutos, como se fosse satisfazer uma necessidade urgente a qualquer mictório público, ela sair fora da porta e, num gesto rápido, passar-lhe para a mão uns cobres que lhe são agradecidos com uma palmada na cara que as deixa radiantes para o resto da noite. Não ficam talvez com um tostão para a ceia, mas ele leva para meio litro e um maço de brejeiros, é quanto basta.

Perguntando eu uma vez a uma destas criaturas, que acabara de levar uma sova real do amigo, porque é que não o largava, respondeu-me limpando ainda o sangue que lhe ficara escorrendo do nariz:

- Para quê? Para vir outro e fazer-me ainda pior? Assim já estamos acostumados um com o outro e ele que me bate é porque gosta de mim". (O Vício em Lisboa, Antigo e Moderno, Fernando Schwalbach, 1912, reed. Tinta da China)

(2011)
BOA CAUSA



Tocá Rufar: é tempo de ajudar!: "(...) No início deste mês de Março, Rui Júnior viu arder milhares de bombos e outros instrumentos de percussão guardados no TamborQFala, sede do Tocá Rufar - a maravilhosa escola de percussões tradicionais portuguesas onde estudaram centenas e centenas de jovens músicos - no Seixal. E, para além de uma escola de percussão, também o cadinho onde muitos músicos se apaixonaram pelas músicas de raiz, sejam elas portuguesas ou não. (...) Quem puder contribuir para reerguer o Tocá Rufar pode fazê-lo através da conta da ADAT - Associação dos Amigos do Tocá Rufar: NIB 0036 0050 99100254775 90/IBAN PT50 0036 0050 9910 0254 7759 0. Obrigado!"

(2011)
"WAITING FOR A MIRACLE (BUT NOTHING EVER HAPPENS)"


The Comsat Angels

(2011)

30 March 2011

PLUS ÇA CHANGE...



Na acção governamental as dissensões são perpétuas. Assim o partido histórico propõe um imposto. Porque, não há remédio, é necessário pagar a religião, o exército, a centralização, a lista civil, a diplomacia... - Propõe um imposto.

«Caminhamos para uma ruína! - exclama o Presidente do Conselho. - O défice cresce! O País está pobre! A única maneira de nos salvarmos é o imposto que temos a honra, etc...»

Mas então o partido regenerador, que está na oposição, brame de desespero, reúne o seu centro. As faces luzem de suor, os cabelos pintados destingem-se de agonia, e cada um alarga o colarinho na atitude de um homem que vê desmoronar-se a Pátria!

— Como assim! - exclamam todos - mais impostos!?

E então contra o imposto escrevem-se artigos, elaboram-se discursos, tramam-se votações! Por toda a Lisboa rodam carruagens de aluguel, levando, a 300 réis por corrida, inimigos do imposto! Prepara-se o cheque ao ministério histórico... Zás! cai o ministério histórico! E ao outro dia, o partido regenerador, no poder, triunfante, ocupa as cadeiras de S. Bento. Esta mudança alterou tudo: os fundos desceram mais, as transacções diminuíram mais, a opinião descreu mais, a moralidade pública abateu mais - mas finalmente caiu aquele ministério desorganizador que concebera o imposto, e está tudo confiado, esperando. Abre a sessão parlamentar. O novo ministério regenerador vai falar.

Os senhores taquígrafos aparam as suas penas velozes. O telégrafo está vibrante de impaciência, para comunicar aos governadores civis e aos coronéis a regeneração da Pátria. Os senhores correios de secretaria têm os seus corcéis selados! Porque, enfim, o ministério regenerador vai dizer o seu programa, e todo o mundo se assoa com alegria e esperança!

— Tem a palavra o Sr. Presidente do Conselho.

— O novo presidente: «Um ministério nefasto (apoiado, apoiado! - exclama a maioria histórica da véspera) caiu perante a reprovação do País inteiro. Porque, Senhor Presidente, o País está desorganizado, é necessário restaurar o crédito. E a única maneira de nos salvarmos...»

Murmúrios. Vozes: Ouçam! ouçam!

«...É por isso que eu peço que entre já em discussão... (atenção ávida que faz palpitar debaixo dos fraques o coração da maioria...) que entre em discussão - o imposto que temos a honra, etc. (apoiado! apoiado!)»

E nessa noite reúne-se o centro histórico, ontem no ministério, hoje na oposição. Todos estão lúgubres.

— «Meus senhores - diz o presidente, com voz cava. - O País está perdido! O ministério regenerador ainda ontem subiu ao poder, e doze horas depois já entra pelo caminho da anarquia e da opressão propondo um imposto! Empreguemos todas as nossas forças em poupar o País a esta última desgraça! - Guerra ao imposto!...»

Não, não! com divergências tão profundas é impossível a conciliação dos partidos! (Eça de Queiroz, Uma Campanha Alegre)

(2011)
PJ HARVEY - "THE COLOUR OF THE EARTH"


Real. Seamus Murphy

(2011)
ESTE AMIGÃO TEM DE DAR UMA PALAVRINHA
À DILMA E AO LULA PARA VER SE ELES
METEM OS JORNALISTAS NA ORDEM...

(é só explicar-lhes o "inmenso esfuerzo de José
para llevar adelante a Portugal")




Sócrates irrita-se com questões sobre ajuda do Brasil: "Não bastassem os (jornalistas) portugueses, agora os brasileiros também?"

(2011)
ISTO TAMBÉM NÃO VAI DAR MUITA
CONFIANÇA AOS MERCADOS, POIS NÃO?




(2011)
NOTA MENTAL DIÁRIA: "EVERY STEP YOU TAKE,
AND EVERY MOVE YOU MAKE, EVERY VOW YOU
BREAK, EVERY SMILE YOU FAKE, EVERY CLAIM
YOU STAKE, I'LL BE WATCHING YOU"




WATCHING YOU

(2011)
UMA DAQUELAS CANÇÕES A QUE, PARA SE MANTEREM
ETERNAS, BASTA MUDAR O NOME DO PROTAGONISTA


Morrissey - "Margaret On The Guillotine"



The kind people
Have a wonderful dream
Margaret on the guillotine
Cause people like you
Make me feel so tired
When will you die ?
When will you die ?
When will you die ?
When will you die ?
When will you die ?

And people like you
Make me feel so old inside
Please die

And kind people
Do not shelter this dream
Make it real
Make the dream real
Make the dream real
Make it real
Make the dream real
Make it real


+ iconografia complementar e hipótese alternativa

(2011)

27 March 2011

(O ANO A SEGUIR AO) ANO DO TIGRE (XLVII)

Eva Ras



(2011)
O MEGAFONE DO LICENCIADO AO DOMINGO
TEM UM RASQUÍMETRO MUITO SELECTIVO



Radiohead - "How To Disappear Completely"

rasquices que o incomodam. Mas se, na caixa de comentários, são oferecidos exemplos simétricos, o rasquímetro chuta para "delete". Os dois meses-Houdini já começaram.

(2011)
CORDEIRO DE DEUS





















(foto de Alberto Frias - "Expresso" 26.03.11)

(2011)
NOS DOIS MESES DO ESTERTOR FINAL NÃO
HAVERÁ ATENÇÃO E VIGILÂNCIA QUE CHEGUEM




Lei autoriza Estado a gastar (muito) mais já em Abril: "na véspera do debate parlamentar sobre o PEC IV, o Governo fez publicar em Diário da República o Decreto-Lei 40/2011, que estabelece as novas regras para autorização de despesas com os contratos públicos".

(2011)

26 March 2011

A MARGARIDA MOREIRA FEZ ESCOLA



Renato Sampaio (presidente da federação distrital do PS Porto, deputado à Assembleia da República, vice-presidente do grupo parlamentar do PS, analfabeto funcional e também humorista pimba).

Edit: mas claro que o "consultor de empresas" com "frequência de Licenciatura em Administração Pública" (um ano?... um semestre?... duas aulas?...) não deverá ser cruelmente acusado de iliteracia obstinada caso tenha sido obrigado a adquirir as parcas habilitações nas "Novas Oportunidades" porque, inexplicável e perfidamente, a tempo e horas, ninguém o informou que poderia recorrer à "universidade" Independente.

(2011)
VOZES AUTOBIOGRÁFICAS


















June Tabor - Ashore



















Marianne Faithfull - Horses And High Heels

Marianne Faithfull, com aquela naturalidade aristocrática que, nela, foi sempre uma segunda pele, aprecia falar dos piores episódios do seu passado soltando afirmações como “Não ser alcoólico nem consumir drogas, sem dúvida, ajuda muito”, embora confesse que, não sendo necessário viver de uma forma decadente, a decadência “é algo que ainda me atrai, continua viva em mim”. June Tabor, alma de outras geografias mentais, pelo seu lado, pareceu-lhe óbvio dedicar um álbum inteiro à história dos homens e do mar, ou seja (nas suas palavras), “aos naufrágios, emigração, canibalismo, interminável mau tempo e privações de todo o tipo”. Sobre Faithfull, disse a feminista dissidente, Camille Paglia, que Broken English (1979) era “uma das obras mais importantes alguma vez criadas por uma mulher” e Elvis Costello excomungou parcela considerável do universo afirmando “quem não gosta de escutar June Tabor, mais vale que deixe de ouvir música”. Mas, com quase um exacto ano de idade de diferença (June nasceu a 31 de Dezembro de 1947, Marianne em 29 de Dezembro de 1946), sem dúvida as duas mais impressionantes vozes femininas vivas da música popular britânica.



Vozes autobiográficas também. Se a de June Tabor espelha a do primeiro elemento da família que frequentou a universidade (Oxford, St Hugh’s College, Línguas Modernas e Medievais, essencialmente, francês medieval e do Renascimento, “nada depois de Voltaire!”, como ela sublinha), fugazmente, via-Françoise Hardy, sonhou com a pop, se entregou à folk ao lado de Maddy Prior, nas Silly Sisters, foi bibliotecária e episódica dona de um restaurante e, pelo meio, se ocupou a tornar-se “the most august voice in British folk”, a de Faithfull traz as marcas de uma herdeira da linhagem Erisso Von Sacher-Masoch, tragédia e "mal de vivre", cabaret, punk e alguma redenção, expelidas com veneno, paixão e ódio sobre uma incomparável discografia. É natural, pois, que as suas duas últimas obras não se afastem demasiado das coordenadas que já, bastamente, estabeleceram e, só por improvável acidente, elas não seriam, pelo menos, óptimas. Nem isso, contudo, nos prepararia para o torrencial assombro de Ashore, peça conceptual em que, de "street-ballads" a tradicionais franceses das Channel Islands, a uma releitura de "Shipbuilding" (de Costello) – que coloca a, até aqui, definitiva, de Robert Wyatt, em sentido – e, sobretudo, a aterradora "Across The Wide Ocean", de Les Barker (uma história de selvagem limpeza étnica nas Highlands escocesas), o denso nevoeiro da voz de June Tabor, paira, imperial, como uma bênção e maldição simultâneas.


Marianne Faithfull - "Prussian Blue"

Horses And High Heels, apenas um ou dois passos abaixo do anterior Easy Come, Easy Go (2008), é novo painel no cenário de abismos de Marianne Faithfull: uma vez mais, com Hal Willner aos comandos e participações cirúrgicas de Lou Reed, Wayne Kramer (MC5) e Dr. John, equilibra nove versões e quatro originais, envia um mínimo de cinco para o cânone (reparar, particularmente, em "That’s How Every Empire Falls", "Prussian Blue", "Goin’Back", "Horses and High Heels" e "The Old House") e, em tons de cinza e nicotina, afaga-lhe a acidez da voz.

(2011)
É O RENDIMENTO SOCIAL DE INSERÇÃO *






















Armando Vara recebeu 882.192 euros do BCP em 2010, ano em que não exerceu funções por ter estado suspenso devido ao facto de ter sido constituído arguido no processo Face Oculta

* do país onde os sem-abrigo vivem em condomínios de luxo.

(2011)

25 March 2011

NA ESSÊNCIA, É PURÍSSIMO SÓCRATES "VINTAGE";
SÓ FALTA POLIR ARESTAS E MELHORAR ACABAMENTOS




(aqui generosamente oferecido)

(2011)
PEDRO PASSOS COELHO - RUMO À VITÓRIA! (II)






















Príapo (fresco de Pompeia, c. 89 aC a 79 dC)

A túrgida virilidade do líder (tal como Pedro Arroja a defende).

(2011)

23 March 2011

SÓ TENHO SÉRIAS RESERVAS EM RELAÇÃO AOS ÚLTIMOS CARTÕES


(capturado aqui)

(2011)
É QUE NEM UMA BOA NOTÍCIA HOUVE...


S.N.A.F.U.

"Quero dizer aos portugueses que o país não ficou sem Governo, que podem contar com a mesma atitude e com o mesmo sentido institucional de sempre".

(2011)
EM DIRECTO DE CARACAS, ÀS 20.00 HORAS,
A ESTRELA DA REVOLUÇÃO LÍBIA, AO LADO
DE CHAVEZ, APELARÁ À RESISTÊNCIA DAS
FORÇAS LUSAS FIÉIS E MANIFESTARÁ, ENFIM,
A SUA SOLIDARIEDADE COM O SÁBIO "GUIA"














O primeiro-ministro vai fazer uma declaração ao país pelas 20h00, depois de ter abandonado o debate parlamentar do PEC, logo após a primeira intervenção de Teixeira dos Santos.

(2011)
PENSANDO MELHOR, EM GRUTAS, SÓ DEVEM VIVER
MESMO HIPPIES; PORQUE SEM-ABRIGO VERDADEIROS,
NA FINLÃNDIA DA WEST COAST OF EUROPE, NÃO
ACEITAM NADA MENOS QUE CONDOMÍNIOS DE LUXO




Censos - sem-abrigo registados em torre de luxo: sem casa, muitos dos sem-abrigo de Lisboa recorrem à Estação do Oriente para dormir. Mas o que vai ficar registado para a posteridade é que vivem realmente nas luxuosas torres de São Rafael e São Gabriel.

... radicalizemos, portanto.

+ Protesto Censos 2011 (blog dos recenceadores do INE - daqui da caixa de comentários)

(2011)
UM TEMPO DE CANALHAS






















Jorge de Sena

1. HEI-DE SER TUDO O QUE ELES QUEREM

(...) Um dia – podres na terra ou nos caixões de chumbo
estes zelosos treponemas lusos –
uma outra gente, e limpa, julgará
desta vergonha inominável que é
ter de existir num tempo de canalhas
de um umbigo preso à podridão de impérios
e à lei de mendigar favor dos grandes (...).

2. CANALHA

Como esta gente odeia, como espuma
por entre os dentes podres a sua baba
de tudo sujo nem sequer prazer!
Como se querem reles e mesquinhos,
piolhosos, fétidos e promíscuos
na sarna vergonhosa e pustulenta!
Como se rabialçam de importantes,
fingindo-se de vítimas, vestais,
piedosas prostitutas delicadas!
Como se querem torpes e venais
palhaços pagos da miséria rasca
de seus cafés, popós e brilhantinas!
Há que esmagar a DDT, penicilina
e pau pelos costados tal canalha
de coxos, vesgos, e ladrões e pulhas,
tratá-los como lixo de oito séculos
de um povo que merece melhor gente
para salvá-lo de si mesmo e de outrem
.

(2011)

22 March 2011

ANNA CALVI - "BLACKOUT"



(2011)
DEMITIR GENTE DESTA É EXCESSIVAMENTE BENÉVOLO E
GENEROSO; O MÍNIMO JUSTAMENTE EXIGÍVEL - NÃO RADICALIZANDO DEMAIS - SERIA UM ESQUARTEJAMENTO
PÚBLICO BASTANTE DOLOROSO E ASSAZ PROLONGADO

















"Ficam assim excluídos do conceito de pessoa sem-abrigo:
• As pessoas a viverem em edifícios abandonados;
• As pessoas que, não tendo um alojamento que possa ser classificado de residência habitual, no momento censitário estavam presentes em alojamentos colectivos como hospitais, centros de acolhimento com valência residencial, casas de abrigo, etc…
• As pessoas que, apesar de não terem uma residência habitual, no momento censitário se encontravam em alojamentos de amigos ou familiares;
• As pessoas a viverem em abrigos naturais, por exemplo grutas".
(Censos 2011 por aqui)

(2011)
E, DEPOIS DE "DEOLINDA MAS EM BOM",
DEOLINDA MUITO "AVANT LA LETTRE"


Manuel Brás - "Juventude Desesperada"


(2011)
"DOU SALTOS PRÁ FRENTE, DOU SALTOS PRA TRÁS,
EU SOU UM COELHINHO QUE DE TUDO SOU CAPAZ"

(hino da campanha PSD/Pedro Passos Coelho)



(2011)
VINTAGE (XXXIII)

The Kinks - "Dead End Street"



There's a crack up in the ceiling,
And the kitchen sink is leaking.
Out of work and got no money,
A Sunday joint of bread and honey.

What are we living for?
Two-roomed apartment on the second floor.
No money coming in,
The rent collector's knocking, trying to get in.

We are strictly second class,
We don't understand,
Why we should be on dead end street.
People are living on dead end street.
Gonna die on dead end street.

Dead end street
Dead end street

On a cold and frosty morning,
Wipe my eyes and stop me yawning.
And my feet are nearly frozen,
Boil the tea and put some toast on.

What are we living for?
Two-roomed apartment on the second floor.
No chance to emigrate,
I'm deep in debt and now it's much too late.

We both want to work so hard,
We can't get the chance,
People live on dead end street.
People are dying on dead end street.
Gonna die on dead end street.

Dead end street
Dead end street

People live on dead end street.
People are dying on dead end street.
Gonna die on dead end street.


(2011)

21 March 2011

A DESLOCALIZAÇÃO DO EMPREGO
JÁ É UMA COISA MUITO ANTIGA























Oseias e a Prostituta (França, Idade Média)

"The political fragmentation of the western church and the absence of heresy were (...) linked: people simply did not have regular information about what was going on outside their own local and regional circuits. (...) It is a localization, all the same, that we should not exagerate. People moved about. (...) The routes became well known, with the result that, as Boniface of Mainz said in 747, in many cities of Italy and Gaul all the prostitutes were English". (The Inheritance Of Rome/A History Of Europe From 400 To 1000 - Chris Wickham)

(2011)
LE DÉTOURNEMENT IV (AGORA, AO CONTRÁRIO)

(cartaz de publicidade Media Markt)

(2011)
FRANCESCO LANDINI (c.1325 - 1397) - "ECCO LA PRIMAVERA"


Early Music Consort Of London (dir. David Munrow)

(2011)

20 March 2011

CATHERINE DENEUVE NO SEU GRANDE 
MOMENTO-CAPILAR-MARIA DE BELÉM


Potiche - real. François Ozon (2010)

(2011)
CITY GHOSTS (XLVIII)

Lisboa, Portugal, 2011


























































(2011)
AS MAIS BELAS CENAS DE AMOR DA HISTÓRIA DO CINEMA

O abraço que fez Portas chorar (ou "a kiss is still a kiss, a sigh is just a sigh")



(2011)
QUANDO IRÁ A ESTRELA DA REVOLUÇÃO LÍBIA ERGUER A SUA VOZ
CONTRA A MISERÁVEL AGRESSÃO IMPERIALISTA AO SÁBIO "GUIA",
GRANDE AMIGO E CARISMÁTICO LÍDER DO NORTE DE ÁFRICA?!!!...
(ou deixará o seu outro grande amigo a clamar no deserto?...)













(2011)

19 March 2011

ORGASMO PARA O FIM-DE-SEMANA

O Êxtase de Santa Teresa - Bernini (1647-52)

"Ao meu lado, à esquerda, apareceu um anjo em forma corpórea... Não era alto mas baixo, e muito belo e o seu rosto estava tão incendiado que parecia ser dos anjos de escalão mais elevado, aqueles que parecem estar em fogo... Nas suas mãos vi um grande dardo dourado, e a sua ponta parecia ser um ponto de fogo. Mergulhou-o no meu coração diversas vezes de modo a penetrar-me as entranhas. Quando o retirava parecia também retirar as minhas entranhas, e deixar-me toda em fogo com o grande amor de Deus. A dor era tão forte que me fez gemer por várias vezes. Porém, a doçura causada por esta dor excessiva era tal que era impossível desejar que ela cessasse. A dor não é corporal, mas espiritual, embora o corpo tenha a sua parte e mesmo uma grande parte. Durante os dias em que isso acontecia, ficava meio entontecida; não queria ver nem falar, mas ficar abraçada com meu sofrimento que para mim era a maior glória [...] Isto ocorria algumas vezes, quando o Senhor queria que me viessem estes arrebatamentos intensos, a que mesmo estando entre pessoas, não podia resistir". (Santa Teresa de Ávila, O Livro da sua Vida, cap. XXIX)

(2011)
O MEGAFONE DA ESTRELA DA REVOLUÇÃO LÍBIA COMEÇA
A DESLEIXAR-SE PERIGOSAMENTE COM A LINGUAGEM...




















... é que utilizar a expressão "chamar um figo ao pote" é susceptível de várias leituras.

(2011)

18 March 2011

"SÓ AS PESSOAS SUPERFICIAIS 
NÃO JULGAM PELAS APARÊNCIAS" (I)
(Oscar Wilde)
































































(2011)
PAGO PELO BPN DA SEITA DA CAVACAL FIGURA...



... E PAGO PELA TRUPE DA ESTRELA DA REVOLUÇÃO LÍBIA...

... ESSE TAL DE FIGO PARECE REUNIR TODAS AS CONDIÇÕES EXIGIDAS PARA MEDIADOR DA CRISE.


(ou, então, é só o esterco do ludopédio em feliz e próspero "ménage à trois" com o esterco da finança e o esterco da política)

(2011)
"ABUTRES": 4ª E 5ª PARTES
(ou "more songs about buildings and food")





(2011)

17 March 2011

É ESTE O MODELO DE SLEEP O-METER QUE A
BRIGADA DE TRÂNSITO DEVERÁ UTILIZAR PARA
AVALIAR COM RIGOR AS TAXAS DE MORFÉMIA

(só os deputados no final das sessões parlamentares ficarão isentos)


Governo vai ponderar multas para excesso de sono ao volante

(2011)
AS IMAGENS DA CORAGEM, DO DESPRENDIMENTO E DA DETERMINAÇÃO DE UM JOVEM DE HÁ 50 ANOS, EM PLENO HORROR DO TEATRO DE GUERRA, NAS SELVAS INÓSPITAS DA ÁFRICA NEGRA PROFUNDA (destemidamente filmadas, debaixo de fogo inimigo, pelo heróico guerreiro luso)


(daqui)

(2011)
O MAPA DO TESOURO



















Almerindo Marques demite-se da Estradas de Portugal---------------- ----------------------> Almerindo Marques foi o gestor público que mais se empenhou na colaboração com as autoridades judiciárias, para o esclarecimento do "Face Oculta"

(2011)