30 June 2012

ASSIM, SIM: NÃO DEIXAM DE SER EDIFICAÇÕES MILITARES, INÚTEIS COMO TODAS AS OUTRAS, MAS, AO MENOS, COM A PATINE DO TEMPO, GARANTEM-NOS MAIS UMA ESTRELINHA-UNESCO (QUE FICA SEMPRE BEM NO CV), AINDA POR CIMA, NA MESMA LEVA DO BERÇÁRIO DO JAYCEE

JÁ HÁ MUITO TEMPO QUE NÃO SE OUVIA FALAR DELE... NÃO SERIA, AGORA, ENTÃO, UMA EXCELENTE OPORTUNIDADE PARA ESCLARECER, FINALMENTE, ESTE (MAIS UM...) GIGANTESCO NEGÓCIO? 
A PROPÓSITO DESTA NOTÍCIA, UMA ÓPTIMA IDEIA NA CAIXA DE COMENTÁRIOS DO "PÚBLICO": "Substituir as Forças Armadas por cartazes com o aviso 'Quem nos invadir herdará as dívidas!'"
ESTRATIGRAFIA 

ANDA O VIRIATO DE BOLIQUEIME A DIZER COISINHAS FOFAS SOBRE OS NOSSOS VALENTES GUERREIROS E TEM LOGO DE APARECER UM DESMANCHA-PRAZERES A DECLARAR QUE NÃO HÁ GUITO PARA LHES COMPRAR BRINQUEDOS...


Edit (01:26 PM): o ovo de Colombo?

29 June 2012

"LEGÍTIMA", PORÉM, "INACEITÁVEL"?
AS VIBRANTES REFREGAS TRIBAIS QUE TODOS OS ANOS SE TRAVAM NO LOCAL DO IMAGINÁRIO NASCIMENTO DE UMA DAS MAIS FAMOSAS PERSONAGENS DE FICÇÃO DE SEMPRE SÃO, A PARTIR DE AGORA, ABENÇOADAS PELA UNESCO

É verdade, sim senhor, são "soldados de excepção, exemplo maior de valor militar, valentia em combate, coragem, sangue-frio e serena energia debaixo de fogo" - como, aliás, aqui, aqui e aqui se pode comprovar -  de acordo com os superiores parâmetros em boa hora estabelecidos pelo destemido e infinitamente bravo herói de Boliqueime

... mas devia ser.
HÁ BONS MOTIVOS PARA CONFIAR NO GOVERNO HOLLANDE / AYRAULT

3) Aurélie Filippetti, ministra da Cultura e da Comunicação

                                 (aliás, uma confirmação)
FINALMENTE, A SEQUELA DE "ANIMAL FARM"

... E PATATI PATATÁ... MAS, SOBRE ISTO, AINDA NADA?...
"Levantada a pesada histeria do futebol, em que abafámos durante quinze dias, talvez se possa voltar a pensar neste pobre país que nos deu a sardinha assada e o sr. Seguro" (Vasco Pulido Valente no "Público" de hoje)

28 June 2012

... TOLD YOU SO... 


(revisões: I, II, III)
... ORA, ORA...  NADA DE EXTRAORDINÁRIO... ESTAMOS FARTOS DE CONHECER TIPOS CHEIOS DE "SORTE"...

"A sorte continua a acompanhar o empresário e ex-primeiro-ministro de Itália. Silvio Berlusconi foi quarta-feira absolvido pelo Tribunal de Roma, do crime de fraude fiscal"

... extraordinário é o "Frank Anagrama" que, por mais que se google, não se encontra...

(O 2º ANO A SEGUIR AO) ANO DO TIGRE (XCII)

L'existencialisme (parte 3)

FICA JÁ ATRIBUÍDO O PRÉMIO "CRIATURA MAIS HORRENDA DO ANO"

NO (CHAMEMOS-LHE ASSIM) CÉREBRO DO RELVAS HÁ UM CONFLITO SEMELHANTE ENTRE SER O MINISTRO QUE TUTELA A COMUNICAÇÃO SOCIAL E DESEJAR PÔR A COMUNICAÇÃO SOCIAL À TRELA 

HÁ BONS MOTIVOS PARA CONFIAR NO GOVERNO HOLLANDE / AYRAULT

2) Najat Vallaud-Belkacem, ministra dos Direitos das Mulheres e porta-voz do Governo



(aliás, uma confirmação)

27 June 2012

O RELVAS, O SILVA CARVALHO, O NUNO VASCONCELLOS, O PAULO CAMPOS, O SÓCRATES, O OUTRO & A MARIA, O ARMANDO VARA, O PASSOS COELHO, O COISO, O GASPAR, O RICARDO RODRIGUES, A MAÇONARIA & TUTTI QUANTI ATÉ VOS AGRADECIAM MAIS UMA SEMANITA DE SOSSEGO... E, FRANCAMENTE, FICARAM EM BRASA PORQUE VÃO TER DE AGUENTAR-SE SOZINHOS ATÉ ÀS FÉRIAS

... mas, se não incomodar muito, claro, agora que já pode fazer-se o acerto de contas final, importavam-se de confirmar, sff?
LES PORTUGAIS SONT TOUJOURS GAIS (XVIII)

A Pátria em transe

Madonna Vs Nancy Sinatra, Kill Bill & more - The Gang Bang Theory (Robin Skouteris & Pat Scott Mix)

(daqui)
HÁ BONS MOTIVOS PARA CONFIAR NO GOVERNO HOLLANDE / AYRAULT

1) Fleur Pellerin, ministra delegada das PME, da Inovação e da Economia Numérica



      (aliás, uma confirmação)
... mas permanece como deputado e activo na Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias, na Comissão de Orçamento, Finanças e Administração Pública, e na Comissão para a Ética, a Cidadania e a Comunicação?

... deve ser para não deixar a bancada mortinha de saudades...
ATÉ NA VATICANO S.A. HÁ LIMITES PARA TUDO: COM UMA MULHER, ADULTA, NUNCA!!!

(cortesia de mr. apostate)

26 June 2012

... NO PASA NADA?... 

Precisamos mesmo, agora, já, já, já, com carácter de urgência e inevitabilidade, da “elaboração de uma reflexão crítica contemporânea e alargada no sentido do que poderá ser hoje um museu de Lisboa”?
VINTAGE (XCIII)

Fiona Apple - "Criminal"

Real. Mark Romanek
NÃO É COM PENAS ASSIM TÃO LEVEZINHAS QUE SE CONSEGUE PÔR TERMO À ACTIVIDADE DOS DELINQUENTES E MARGINAIS QUE ASSOLAM AS NOSSAS CIDADES E ATERRORIZAM OS CIDADÃOS HONESTOS E CUMPRIDORES!
LIMPAR O PÓ AOS ARQUIVOS (IV)
(com a indispensável colaboração do R & R)

(clicar na imagem, depois, em "ver imagem", a seguir, usar a lupa)
FAÇA FÉRIAS EM FUKUSHIMA

Marisco de Fukushima está outra vez à venda 


... nunca é demais recordar...

25 June 2012

MILAGRES E APARIÇÕES


Patti Smith - Banga

A 9 de Fevereiro deste ano, num extenso texto (“The Mother Courage Of Rock”) publicado na “New York Review of Books”, o crítico e escritor belga-americano, Luc Sante, descrevia Patti Smith como “a presidente de um clube de fãs que tinha apenas um membro mas uma centena de ídolos: Rimbaud, Bob Dylan, Jimi Hendrix, Keith Richards, Jackson Pollock, Isabelle Eberhardt, Brian Jones, Georgia O’Keeffe, William Burroughs, Renée Falconetti (a Joana d’Arc no filme de Carl Theodor Dreyer de 1928), não esquecendo Johnny Carson”. Stephen Troussé, na abertura da sua crítica a Banga para o número de Julho da “Uncut”, cita essa afirmação de Sante mas não aquilo que, mais à frente, ele acrescentava: “Canção atrás de canção, ansiando por transcendência, ela achou satisfação em andamentos acelerados e jactos de palavreado. (...) Uma das consequências disto foi, a pouco e pouco, ter perdido o sentido de humor e levar-se cada vez mais a sério. (...) Actualmente, quase tudo no seu reportório soa como um cântico ou um hino. (...) A sua música tornou-se lúgubre e as afectações religiosas podem ser entediantes para quem as escuta”.



Há cinco anos, no Coliseu de Lisboa, já tínhamos dado por isso. Cavalgando a dupla personagem de sacerdotisa punk e valquíria hippie, na missinha de Santa Patrícia (a memória permanece viva e o disco rígido não deixa mentir) houve abundância de “mãos frementes de devoção parkinsónica voltadas para o céu despertando o ardor dos fiéis, o passeio pedestre pelo meio do povo (...), invocações das almas que já partiram do nosso seio (...), a cópula mística com solo de guitarra, em pas-de-deux tribal com Lenny Kaye” e tudo o mais que a liturgia exige. Banga, agora, prossegue, inexorável, no mesmo trilho em que o mero olhar para um horário de comboios nunca desencadeará menos do que a visão do fim dos tempos. Se não, reparem: dos ídolos e santos vivos, Johnny Depp recebeu a oferenda de “Nine” como presente de aniversário, concebida, naturalmente, sob a lua cheia de Porto Rico onde também o texto e a melodia de "Banga" lhe apareceram. Em sonhos.


O Sonho de Constantino - Piero Della Francesca (c. 1455)

Tal como foi por entre sonhos que, em Arezzo, ela viu um apocalipse ambiental e, sim, S. Francisco de Assis a chorar. O que, evidentemente, a fez correr para ir rezar à igreja mais próxima (adivinharam?... era a basílica de S. Francisco!) e aí deu de caras com O Sonho de Constantino, de Piero Della Francesca, que, há décadas a intrigava. Ela e Lenny Kaye persignaram-se, oraram mais, visitaram o “túmulo magnético” do santinho e o lugar sagrado onde ele amansava os lobos (e os dez intermináveis minutos de "Constantine’s Dream" surgiram). Outros milagres ocorreram como o da perfeita junção entre melodia pronta a usar e poema instantâneo no dia da morte de Amy Winehouse e – continuando nos ídolos mortos –, na celebração de Santa Maria (Schneider); na outra (vá, agora já é fácil...) oração ao Monte Fuji, por ocasião do tsunami do Japão; através das várias peregrinações aos santuários de Bulgakov, Tarkovski e Gogol; no tributo aos índios, no papel do Bom Selvagem de Rousseau, ou, via "After the Gold Rush", de Neil Young (com coro infantil por causa da inocência), à... tcharaam!... Mãe Natureza. Ocasionalmente, há bom ruído eléctrico – afinal, Tom Verlaine e a banda das origens compareceram –, imenso verbiage "xamânico" e um ou dois inesperados ganchos pop bem medidos. Ah... e Banga era o cão de Pôncio Pilatos.
A INTOLERÁVEL INSENSIBILIDADE SOCIAL DO PS QUE RECUSA UM POSTO DE TRABALHO A UMA PESSOA COM NECESSIDADES EDUCATIVAS ESPECIAIS
COMO É QUE ELA CONSEGUIU?!!!... 

"Em Coimbra, Madonna não mostrou nenhuma parte do corpo" (TSF)
... PORÉM, O GRANDE TIMONEIRO, MENOS À VONTADE EM TERRA, TERÁ SUJADO O DELICADO ESCARPIM E SIDO OH QUÃO INJUSTAMENTE INCOMPREENDIDO PELO INGRATO P.O.V.O.

23 June 2012

PASSOS COELHO EM VISITA DE ESTUDO *

O clã da filha da Kukanova está a ficar assaz aborrecido por causa de certas notícias que não havia necessidade nenhuma de serem divulgadas...

"SMS recebida; "hired gun" do costume, ao meu lado, e pronto a entrar em acção"

... mas já desencadeou os mecanismos para que, "by all means necessary", tão desmedida e intolerável pouca vergonha cesse de imediato e, como se deseja, tudo regresse muito rapidamente à normalidade.
JURO QUE É VERDADE: EXISTE A CONGREGAÇÃO DOS MISSIONÁRIOS DO PRECIOSÍSSIMO SANGUE FUNDADA POR GASPAR DEL BUFALO (E TAMBÉM, EVIDENTEMENTE, AS IRMÃS ADORADORAS DO PRECIOSÍSSIMO SANGUE)


    ... e não, não é uma confraria de vampiros mas tem histórias bem suculentas...

22 June 2012

RETRATO DO ROTTWEILER ENQUANTO (RELATIVAMENTE) JOVEM CÃO 

E, na caixa de comentários do "Público", a propósito deste trepidante evento, eis a "million dollar question" que ninguém ousou colocar: "Quem paga os direitos de autor das músicas que vão reproduzir?"... Ah pois... o DJ até pode ser o JayCee "himself" mas, se não há dinheiro, não há palhaços...
BLOCO (SANITÁRIO) CENTRAL: FÉTIDO E FUMEGANTE (em permanente actualização)
CONTINUAMOS, PORTANTO, À BEIRA DO PRINCÍPIO DO FIM DA CRISE
A FILÓSOFA LAURINDA ANDA MUITO DESATENTA...

21 June 2012

O RELVAS, O SILVA CARVALHO, O NUNO VASCONCELLOS, O PAULO CAMPOS, O SÓCRATES, O OUTRO & A MARIA, O ARMANDO VARA, O PASSOS COELHO, O COISO, O GASPAR, A MAÇONARIA & TUTTI QUANTI AGRADECEM-VOS AINDA MAIS OUTRA SEMANITA DE SOSSEGO (ESTÁ A DAR-LHES UM JEITAÇO QUE NEM IMAGINAM...)

... mas, se não incomodar muito, claro, importavam-se de confirmar, sff?



(mas não tinha já chegado?... por outro lado, a "Vanessa Bueri" do Google abre todo um universo de possibilidades...)

+ utilíssima informação aqui
ATÉ SERIA UM ÓPTIMO TESTE PARA AVERIGUAR O VERDADEIRO GRAU DE FEROCIDADE DO ROTTWEILER

COELHINHO, SE EU FOSSE COMO TU...

ISTO TEM UM CERTO AR DE VILLAGE PEOPLE, NÃO TEM?


... ou será mais isto?

SIM, SIM, MAS, QUANDO COMEÇAR A "SAISON" DOS INCÊNDIOS (QUE NÃO DEVE TARDAR MUITO), JÁ QUE NÃO ANDARAM A LIMPAR AS MATAS, VÃO A) REFORÇAR OS EFECTIVOS DOS BOMBEIROS OU B) PLANEIAM CONTINUAR NOS QUARTÉIS A AFAGAR A GENITÁLIA?

20 June 2012

AQUIETAI AS VOSSAS ALMAS! O BARGALLÓ ESTAVA APENAS A SEGUIR OS EXEMPLOS DO MESTRE

    (cortesia de mr. apostate)

... e uma sentida homenagem:

Mendes Bota - "From Faro To Anywhere"
É PROVÁVEL QUE, A ESTA HORA, SE ESTEJA A TRAVAR ACESA DISCUSSÃO SEMÂNTICA EM TORNO DOS CONCEITOS DE "ILÍCITO" E "INACEITÁVEL" (QUE É COMO QUEM DIZ "COM TRELA OU SEM TRELA, COM AÇAIME OU SEM AÇAIME")
BLOCO (SANITÁRIO) CENTRAL: FÉTIDO E FUMEGANTE

19 June 2012

PARECE QUE É OFICIAL: PODE ANDAR SEM AÇAIME NEM TRELA

Em português, por favor, Francisco: o que é "marca identitária e tradicional de Portugal" e "modernidade assombrosa"?
QUEM MAIS VAI DESOBEDECER AO ROTTWEILER E DAR O DEVIDO DESTAQUE A ESTA OUTRA TROPELIA DO CLÃ DA FILHA DA KUKANOVA?
É A ISTO QUE ELES CHAMAM "SER TRATADOS COMO FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS"?

18 June 2012

ISSO SIGNIFICA QUE ELES ERAM, COMO DIZER?... FRAQUINHOS?

O PENSAMENTO FILOSÓFICO PORTUGUÊS (XCVI)

VINTAGE (XCII)

Sétima Legião - "Porta do Sol"

O SILÊNCIO E O ESPAÇO

Em Fevereiro de 1999, Ricardo Camacho, numa conversa numerologicamente peculiar a propósito de O Sexto Sentido (sexto – incluindo o live, Auto de Fé, de 1994 – e último álbum da Sétima Legião), travada num sexto andar da Rua de Campolide entre seis interlocutores, garantia que “este e o primeiro álbum são, provavelmente, os nossos dois discos mais homogéneos”. E defendia-o explicando que “no fundo, é como se todo o disco fosse uma música só. A ironia é que, contra a vontade colectiva (deve ser uma das poucas coisas que nos unem), acabámos por chegar ao álbum conceptual!”. Camacho – que, para além de médico, já fora também crítico de música e confessava, por vezes, compor a partir de textos críticos sobre discos que não ouvira – não poderia fazer uma autoavaliação mais acertada: se a totalidade da discografia da Sétima Legião deve ser classificada no patamar superior da pop portuguesa da segunda metade do século XX, A Um Deus Desconhecido (1984) e O Sexto Sentido são as duas colunas sobre que assenta tão elegantíssima ogiva. E, agora que a obra integral de estúdio do grupo volta a estar disponível, não haverá mais oportuno pretexto, não apenas para a fazer conhecer junto de desatentos e infiéis, como para lhe traçar mais nitidamente o perfil.

A verdade é que tanto o álbum de estreia como o derradeiro – que, por muito boas razões, esteve para se chamar “Nações Unidas” –, ainda que de forma absolutamente diferente, acabaram por obedecer a um mesmo princípio: abdicar de tudo o que fosse inútil e supérfluo e guardar apenas o estritamente essencial. Daí que, embora a ambição que gerou O Sexto Sentido fosse enorme (edificar um quase cinemático painel sonoro em torno de uma ficção sobre o universo da tradição popular portuguesa construída sobre samples de recolhas etnográficas de Michel Giacometti, apontamentos avulsos de flauta do sultanato de Omã, atmosferas de medinas árabes e meia dúzia de compassos de Wagner), o método tenha sido implacável: “Nas primeiras experiências, queria incluir tanta coisa na mesma música que acabava por soar mal, era excessivo e não existia um fio condutor. Conseguia uma voz daqui, outra dacolá, e soavam todas bem umas com as outras mas a coisa em si não chegava a existir. Muito do trabalho final foi limpar as misturas, deitar fora, para chegar à forma definitiva que acabou por ser muito minimal” (Ricardo Camacho). 

No pólo oposto (ou, no fundo, talvez não), A Um Deus Desconhecido era, desde o início, osso, nervo e a pura assombração de uma espécie de fado parido na neblina britânica que sufocou Ian Curtis (“Desce um véu, arde a catedral, anjo negro no céu, lá vem o vendaval”), vertido em esquemáticas molduras de guitarra, pontuação de baixo, transparências de teclas e o uivo da gaita de foles de Paulo Marinho que, em instrumentais como "Pois Que Deus Assim O Quis" – afinal, outro modo de dizer “foi por vontade de Deus” –, soprava já a vela épica e trágico-marítima que, qual poster sonoro da memória de um imaginário realismo-socialista arcaicamente medieval, haveria de gerar os três registos – Mar D’Outubro (1987), De Um Tempo Ausente (1989) e o quase-herético em relação ao regime minimal, O Fogo (1992), que alojariam a Sétima nos ouvidos lusos. Eles – Camacho, Marinho, Rodrigo Leão, Pedro Oliveira, Nuno Cruz, Gabriel Gomes, Paulo Abelho e Francisco Menezes – eram a banda “que nem sequer toca assim tanto” e que achava que “muito mais importante do que fazer um imortal solo de guitarra é poder, mudar, virar, transformar as coisas”. E, também e por isso mesmo, a banda de “Sete Mares”, “Por Quem Não Esqueci”, “Ascensão”, “A Reconquista”, “A Norte do Mundo”, “Noites Brancas” ou “Além-Tejo”. Aquela que, ao contrário do que era a norma claustrofóbica das gravações da época (“enquanto houvesse uma pista livre, tinha de se meter lá alguma coisa”), preferia “gerir o silêncio e o espaço”.
CITANDO UM GRANDE AUTOR ANÓNIMO DO SÉCULO XXI, EU TAMBÉM ACHO QUE NÃO DEVIA HAVER POBRES
E NÃO SE ESQUEÇA QUE ELES CONVIDARAM VOCÊ PARA SE ESTAR NAS TINTAS PARA A TYMOCHENKO E IR LÁ VER UM JOGO, TÁ?

17 June 2012

ALÔ, ALÔ, A FILHA DA KUKANOVA PODE AVANÇAR!
O RELVAS, O SILVA CARVALHO, O NUNO VASCONCELLOS, O PAULO CAMPOS, O SÓCRATES, O OUTRO & A MARIA, O ARMANDO VARA, O PASSOS COELHO, O COISO, O GASPAR, A MAÇONARIA & TUTTI QUANTI AGRADECEM-VOS MAIS UMA SEMANITA DE SOSSEGO

... mas, mesmo assim, podiam confirmar, sff?
RODNEY KING (1965 - 2012)




Ice Cube - "We Had To Tear This Motherfucker Up" (texto)
(O 2º ANO A SEGUIR AO) ANO DO TIGRE (XCI) 

WHOLE LOTTA CAT

(daqui)
A FILHA DA KUKANOVA (NASCIDA NO PARAÍSO NA TERRA DE BAKU, NO AZERBAIJÃO - NA ALTURA, AINDA MAIS PARADISÍACO - QUE LHE TERÁ MOLDADO O DOCE CARÁCTER) É MUITO "AFÁVEL, SIMPÁTICA E BONITA", PELO QUE TEM TUDO O QUE É NECESSÁRIO PARA QUE SUA MAJESTADE A RECOMENDE (SÓ O ROTTWEILER PODE NÃO CHEGAR PARA DAR CONTA DO RECADO)

Edgar Degas (1834 - 1917)


16 June 2012

14 June 2012

VINTAGE (XCI)

The Beatles - "Only A Northern Song"

- real. George Dunning (1968)
EU NÃO QUERIA ARMAR-ME EM LOMBROSO MAS HÁ AQUI TRAÇOS INQUIETANTEMENTE COMUNS

PPC

JSC

Edit (02:32 PM): ... e, das trevas, surge ainda...
CALMA! A BÍBLIA EXPLICA TUDO
PAGAM ELES DO PRÓPRIO BOLSO, NÃO É? E, JÁ AGORA, ACRESCENTAM ISTO QUE NÃO LHES HÁ-DE FAZER GRANDE MOSSA NO ORÇAMENTO
NINGUÉM IGNORA QUE A CRISE É DEVASTADORA, MAS TANTO, TANTO ASSIM?...
THE WAVE PICTURES - "SPAGHETTI"

CURRÍCULO PARA O PAPADO



The Popes  -  New Church
   
Agora que, segundo o “El Pais”, o Vaticano (confirmando a tese de Gabriele Amorth, Exorcista-Chefe local, que, há dois anos, garantia que os escândalos de pedofilia se deviam ao facto de o Diabo andar à solta na Santa Sé) se converteu num “campo de batalha onde os soldados do Altíssimo combatem com as armas do Demónio” – afinal, historicamente, nada de novo –, a ressurreição dos Popes através de um álbum intitulado New Church não poderia vir mais a propósito. E com todas as personagens certas. Recordando: criados, em 1994, por Shane MacGowan como sucedâneo dos Pogues quando a estes se esgotou a paciência para lhe aturar o catálogo completo das viciações, com ele, gravaram The Snake (1994), The Crock Of Gold (1997) e o live, Across the Broad Atlantic (2002). Inevitavelmente, uma vez mais, sai MacGowan. 



Mas fica Paul 'Mad Dog' McGuinness que, como o nome indica, também não é flor que se cheire: entre os dois álbuns pós-MacGowan – Holloway Boulevard (2000) e Outlaw Heaven (2009) – passou uma temporada na cadeia de Pentonville por ilícitos vários. E, agora, para New Church, enquanto "special guest star" em "Throw Down Your Aces", convidou Howard Marks, escritor, "drug dealer" condenado a 25 anos de prisão e, supostamente, íntimo da CIA, do IRA, do MI6 e da Mafia. Como se vê, tudo boa gente e com currículo para o papado. Que, confirmando a definição do 'Mad Dog' para a banda (“Sex Pistols meeting The Dubliners”), até produz um decentíssimo cocktail de rock vadio, essências “célticas”, transpiração-Springsteen e fundo de garrafa-Waits. Isso e algo entre uns Dropkick Murphys com cadastro criminal e uns Gaslight Anthem de fígado corroído. Ou, se preferirem, uns Pogues menos geniais e, definitivamente, sem Shane MacGowan.
 365 não bastam?

13 June 2012

OSTINATO (VII): CONFIRMA-SE OU NÃO?

A propósito, já se sabe alguma coisa?
COMO É POSSÍVEL LANÇAR ASSIM PARA A MAIS NEGRA MISÉRIA UMA PESSOA TÃO BOA E QUE TANTO FEZ PELOS POBREZINHOS DE ÁFRICA?... É VERDADE QUE É PAGA COM OS NOSSOS IMPOSTOS MAS ESTAS COISAS ATÉ A UM CORAÇÃO DE PEDRA FAZEM DOER


... para além deste pungente problema social, outra questão, porém, se levanta: porque é necessário, no serviço público, um "Cristiano Ronaldo da RTP"? Se a criatura de código restrito propriamente dita for fazer uma perninha na televisão do Estado, também lhe pagamos?
Pois é, lá está...
PARA QUE CONSTE: O PADROEIRO DE LISBOA É S. VICENTE

VAISSAVER E FOI ESTE GANDA MALANDRO QUE DEU CABO DA REPUTAÇÃO DO SENHOR DOUTOR (OU ENGENHEIRO, OU ARQUITECTO, OU LÁ O QUE É) SÓCRATES, QUE ATÉ ERA UM HOMEM MUITO SÉRIO SÓ QUE, COITADO, PODE ACONTECER A TODOS, ATÉ AOS MELHORES, ESTAVA MAL ACOMPANHADO
OH!... O SORTILÉGIO (É ASSIM QUE SE DIZ, NÃO É?) DO FUTEBOL... O ENTUSIASMO DOS FÃS... A EMOÇÃO...

12 June 2012

SHANE MACGOWAN & THE POPES - "WHAT'S ANOTHER YEAR"

ORA, PEANUTS... JÁ HOUVE QUEM TIVESSE CHEGADO MUITO MAIS ALTO E ACABASSE EM SCIENCES-PÔ

AN EVENING WITH THE WALKMEN - "HEARTBREAKER"

"O mundo é deslumbrante, mas não é bonito" 

"Quando era pequena, tive que ir para a catequese para aprender o catecismo. Um dia, o padre foi dizer ao meu pai que eu estava sempre a olhar para um lado e para outro e não dava atenção. Então comecei a dar atenção e vi que aquilo não era para acreditar" 

"Costuma dizer-se que a arte cultiva-se. No dia em que a terra estiver coberta de searas de arte, os frutos e o pão vão saber a tinta. Acho que já há pintura de mais" (aqui)