24 April 2015

Food For Thought (XXI)






+ aqui
Todo o apoio ao movimento 
"Cavaca para presidenta!" * (XII
(uma poetisa em Belém)


* como antes aconteceu com o C.A.L.A. e o M.A.C.A.
The Cramps - "Human Fly"

Não há "impeachment" para isto?
Portugal numa casca de noz (XXIII)

(daqui)

23 April 2015

Será mesmoestupidez?
Augie "Mad Dog" Straight Edge SS

"Ninguém tem que tirar a gravata, ninguém tem que vir de mota, ninguém tem que vir de capacete, ninguém tem que pegar na mulher ao colo a beber vinho branco em frente à Acrópole. É possível todos de gravata, todos sem capacete, com as mulheres a fazerem o que entenderem, ninguém a ver a Acrópole" (Augie "Mad Dog" SS, em versão straight edge)

Minor Threat - "Straight Edge"


Contar até 1000 para evitar as inúmeras e justíssimas respostas ordinárias que isto tanto merecia (o treino prévio ajuda)
Sonic Youth - Live in Germany 1996


 
O 44 deve estar eufórico, já começava a cair no esquecimento

22 April 2015

UNIVERSO PERPENDICULAR 


A catedral de Winchester, no Hampshire (dedicada a St. Swithun, grande especialista do muito apreciado milagre rural da reconstituição de cestas de ovos partidos), teve origem num velho mosteiro do século VII mas a sua estrutura e configuração definitivas – possui a nave mais longa e o maior comprimento total de qualquer catedral gótica da Europa – só cerca de 1528 seriam atingidas, descontando reparações e ampliações menores posteriores. Kate Stables agarra-se à História e argumenta que “a grande arte precisa de tempo: Winchester, o lugar onde nasci, costuma ser definido como uma cidade medieval romano-saxónica. A catedral começou a ser construída há mais de mil anos e, desde então, têm continuado a trabalhar nela”. O intuito é, afinal, justificar o motivo pelo qual This Is The Kit, banda surgida em 2006, só agora publica o terceiro álbum, Bashed Out, e apresentar atenuantes para o facto de os anteriores (Krulle Bol, 2008, e Wriggle Out the Restless, 2012) terem passado praticamente indetectados pela maioria dos radares. 



Tenha sido ou não importante o grande escultor de Yourcenar, realmente decisivo foi o apadrinhamento de Aaron Dessner, dos National, na qualidade de produtor, que, para Bashed Out, além da geometria mais ou menos variável dos TITK – Stables, compositora, voz, banjo e guitarra; Jesse D Vernon, baixo, guitarra e violino; Jamie Whitby-Coles, bateria; Rozi Plain, voz e guitarra –, cuidou de recorrer a doadores sonoros oriundos dos Walkmen e Beirut, e ao irmão, Bryce. A presença dos gémeos Dessner e acólitos poderá, sem dúvida, contribuir para a sensação de estarmos perante o que, num universo perpendicular, seria um (óptimo) álbum dos National em declive folk: tela impressionista atravessada por rastos líquidos de guitarra, delicados remoinhos de joalharia electroacústica, estojos de sopros e cordas resguardando melodias astrais, algo como uma tapeçaria de lullabies lunares em fio de seda, murmúrio de fundo para a aproximação de silenciosas tempestades (“we’ve been getting most mightily filthy, mud marks up to our necks”). Ou, então, se calhar, apenas o eco distante de uma Sandy Denny wittgensteiniana que, do fundo da ábside de uma catedral, fosse capaz de clarissimamente enunciar “blessed are those who see and are silent”.

The Tweet Of God (IX)

VINTAGE (CCXLIV)

Delta 5

"Mind Your Own Business"

"Anticipation"
Radicais livres (XI)