04 April 2018

Modesta proposta para a reforma da justiça: todo o arguido apanhado a declarar "Estou de consciência tranquila" é imediata e sumariamente considerado culpado, sem possibilidade de recurso dessa decisão

5 comments:

Ricardo A. P. Reis said...

Acrescente-se o "quem não deve não teme" e eu voto a favor.

João Lisboa said...

Deal!

alexandra g. said...

Eu é que também quero o deal :)

João Lisboa said...

Dealers are we.

alexandra g. said...

yay! :D